10 CURIOSIDADES SOBRE OS BIZARROS TARDÍGRADOS





A palavra tardígrado originou-se do latim. “Tardus” significa “lento” e “gradus” é igual a “passo”.

 

O tardígrado é popularmente chamado de “urso d’água”.

 

Tardígrados são tão pequenos – em torno de 1,5 milímetros de comprimento – que só podem ser enxergados com a ajuda de um microscópio. Podem ser encontrados nos lugares mais improváveis: bordas de vulcões e fontes termais, praias tropicais, desertos escaldantes, geleiras gigantes… até na sua casa.

 

Todos sabem que os tardígrados são animais, mas, acredite se quiser, os cientistas descobriram que eles obtiveram 1/6 da sua composição genética de bactérias, fungos e plantas (!!).

 

O que torna esses bichinhos tão especiais é que eles conseguem diminuir seu metabolismo para 0,01 % do normal, entrando numa espécie de hibernação. Com essa proeza, perdem quase todos os fluídos do corpo (“desidratam” o corpo) e enrolam-se como um “tonel”.

 

Tardígrados são tão resistentes que suportam temperaturas de até -272º Celsius. Caso não saiba, isso representa um pouco mais do que o zero absoluto.

 

Outro dado a respeito da resistência do animalzinho aos extremos: ele resiste a um calor de até 148º Celsius. Ou seja, suporta até o inferno com facilidade.

 

Mais um dado incrível: eles conseguem resistir à pressão de um oceano fictício com 6 mil metros de profundidade.

 

Outro: tardígrados conseguem sair ilesos de um ambiente submetido à radiação. São capazes de resistir a um nível de radição mil vezes maior do que o suficiente para matar um ser humano.

 

Acredite se quiser, mas existe um grupo internacional especializado nesses bichinhos. Chamada de Sociedade Internacional dos Caçadores de Tardígrados, ele incentiva o estudo da biologia desses animais, bem como o interesse do grande público por eles.

 

Fontes: Wikipédia, Mundo Estranho, Super Interessante, UOL.

 

 


Comentários!: