12 PEQUENAS CURIOSIDADES SOBRE A OBRA E A VIDA DE CECÍLIA MEIRELES





O nome completo da poetisa, escritora e artista Cecília Meireles era Cecília Benevides de Carvalho Meireles.

 

Cecília nasceu no Rio de Janeiro em 1 901 e morreu na mesma cidade em 1 965.

 

Como perdeu a mãe muito cedo, foi morar na casa da avó, que não a deixava sair, nem brincar com outras crianças. Cecília tornou-se uma criança solitária.

 

Quando concluiu o ensino fundamental, recebeu uma medalha “em louvor” pelo seu desempenho de ninguém menos que o poeta Olavo Bilac.

 

Espectros, o primeiro livro de poemas de Cecília foi lançado em 1 919, quando ela tinha 18 anos.

 

Foi casada com o artista plástico português Fernando Correia Dias, que ilustrou alguns dos seus primeiros livros.

 

Cecília teve três filhas: Maria Elvira, Maria Matilde e Maria Fernanda. Essa última se tornou uma atriz bastante conhecida graças a sua atuação em novelas como Pai Herói e Dona Beija.

 

A primeira biblioteca infantil do Brasil foi criada por Cecília em 1 934.

 

Cecília Meireles foi a primeira mulher a ter um livro premiado pela Academia Brasileira de Letras.

 

Embora seja conhecida principalmente como poetisa, Cecília era uma excelente contista. Escrevia crônicas em jornais de todo o país, sendo comparada a escritores como Rubem Braga e Paulo Mendes Campos.

 

Cânticos, o último livro de Cecília, foi publicado após a sua morte.

 

Em 1 989, Cecília foi homenageada pela Casa da Moeda do Brasil com a sua efígie num nota de 100 cruzados novos.

 

Fontes: Wikipédia, Guia dos Curiosos, Mundo Educação

 

 


Comentários!: