15 CURIOSIDADES SOBRE A MAIOR INIMIGA DO SEU PET: A PULGA





Pulgas são parasitas externos que se alimentam do sangue de animais e humanos, muitas vezes transmitindo doenças como tifo e peste.

 

Acredite se quiser, mas existem em torno de 3 mil espécies de pulgas espalhadas por todos os continentes. A única exceção é a Antártida.

 

Elas medem em torno de 2 milímetros, sendo que algumas espécies podem chegar a 5 milímetros.

 

O ciclo de vida da pulga possui quatro fases: ovo, larva, pupa e adulta. A fase que costumamos encontrar nos animais de estimação é a adulta, que responde por apenas 5% da infestação.

 

As pulgas depositam seus ovos nos pêlos dos animais, mas eles sempre caem. As pupas desenvolvem-se em ambientes externos – tapetes, sofás, camas etc – esperando um animal passar para transformá-lo em hospedeiro.

 

As larvas e pupas conseguem se desenvolver no ambiente sem se alimentar por 12 meses.

 

Uma única pulga é capaz de depositar em torno de 40 ovos por dia.

 

Pulgas conseguem saltar a até um metro de distância, o equivalente, vamos supor, a um humano saltar o comprimento de um campo de futebol.

 

Pulgas são também capazes de consumir 15 vezes o próprio peso em sangue por dia.

 

Algumas espécies são capazes de sobreviver até seis meses sem se alimentar na fase adulta.

 

Você sabia que a pulga do seu pet dificilmente pica seres humanos? Isso ocorre porque a temperatura corporal do animal é superior à humana. Ela só picará a pessoa caso ela esteja com temperatura corporal elevada (o que acontece nos casos de febre).

 

A saliva da pulga pode provocar alergia tanto em animais quanto em seres humanos.

 

Existe uma espécie de pulga que penetra na pele, seja atrás da orelha, nas costas ou pé da pessoa. Comum nas zonas rurais, ela se tornou popularmente conhecida como bicho-de-pé. Pode transmitir doenças como o tétano.

 

O principal agente da peste é a pulga que, ao picar uma pessoa ou animal, transmite a bactéria responsável pela doença. Acredita-se que durante a grande epidemia que atingiu a Europa durante a Idade Média, a doença tenha sido inicialmente transmitida dos ratos para as pulgas e destas para os seres humanos.

 

Uma das principais regras de higiene para quem tem animal de estimação: manter o ambiente sempre limpo, de preferência com desinfetante. Outra regra importante: usar xampu anti-pulgas no animal (com orientação do veterinário, é claro).

 

Fontes: Wikipédia, Mundo Estranho, Meu Pet.

 

 

 


Comentários!: