20 INFORMAÇÕES SURPREENDENTES SOBRE O DESERTO DO SAARA





Na antiga língua árabe, Saara significa “espaço vazio de solo nu e sem vegetação”.

 

Maior deserto do mundo, o Saara possui em torno de 8,6 milhões de quilômetros quadrados, sendo maior do que toda a área do Brasil.

 

O Saara abrange 10 países, entre eles Marrocos, Argélia, Tunísia, Líbia e Egito.

 

É um dos desertos mais quentes do mundo. As temperaturas podem chegar a insuportáveis 50º Celsius durante o dia, caindo drasticamente durante a noite, quando chega a 0º.

 

O clima do Saara nem sempre foi desértico. Cientistas tem provas de que ele já abrigou uma densa floresta tropical (veja mais informações abaixo), bem como de que o rio Nilo já correu em direção ao Atlântico.

 

As tempestades de areia do Saara atingem grande parte do oceano Atlântico, carregando grãos de poeira até os confins da floresta amazônica.

 

Acredite se quiser, mas já nevou no coração do Saara. O fenômeno ocorreu em 1 979, mais propriamente durante a noite. A nevasca durou menos de meia hora e o gelo derreteu em poucas horas.

 

O deserto é habitado sobretudo por tribos como os beduínos e os tuaregues. Detalhe: beduínos são tribos de origem árabe e que falam o idioma originário da península arábica; tuaregues são tribos nômades que falam línguas berberes e possuem escrita própria.

 

A maior parte da população do Saara é falante da língua árabe, além de seguidora da religião islâmica.

 

As evidências da ocupação humana no deserto datam de 9 500 antes de Cristo. Para surpresa dos arqueólogos, essas inscrições rupestres mostram uma natureza exuberante, com girafas, elefantes, leões, hipopótamos e crocodilos. E não é só. Troncos fossilizados encontrados em alguns pontos do Saara indicam que ele foi uma imensa floresta há 70 milhões de anos.

 

Existe um local no deserto do Saara, no Egito, chamado Uádi Hitan, que quer dizer, literalmente, Vale das Baleias. O nome se justifica: você sabia que os arqueólogos encontraram restos de mais de mil baleias na imensidão árida de Uádi Hitam?

 

Existem mais de 500 maratonas ao redor do mundo. Uma das mais horríveis é a Maratona Des Sables, realizada no Saara. Essa ultra-maratona possui um percurso de 250 quilômetros e dura sete dias. Mas o maior inimigo dos competidores não é exatamente a distância a ser percorrida, é o calor de 50º Celsius.

 

O mais famoso evento esportivo realizado nas areias do deserto foi o rali Paris-Dakar. Ele tinha como principal ponto de partida a capital francesa, e de chegada, cidades como Dakar, no Senegal. Começava com 500 automóveis e terminava com, em média, 60. Devido às ameaças de grupos extremistas islâmicos, o rali foi transferido para a América do Sul e a partir do final dos anos 2 010, chamado apenas de rali Dakar.

 

Um dos mais curiosos pontos de atração turística do deserto é uma cidade cenográfica da primeira saga de Star Wars, na Tunísia. Embora em ruínas, elas atraem visitantes do mundo todo para conhecer o que teria sido a casa do personsagem Luke Skywalker.

 

O Saara está longe de ser um local hostil para a vida. Já foram registradas na região central do deserto cerca de 70 espécies de mamíferos, 90 de pássaros residentes (excluíndo os migratórios) e 100 de répteis.

 

Um dos animais mais comuns do deserto é o dromedário (não confundir com o camelo). Adaptado ao clima seco, ele é capaz de ficar 17 dias sem comer, nem beber. O curioso é que quando encontra água, bebe em torno de 100 litros em apenas 10 minutos.

 

O principal rio do Saara é o Nilo. Segundo rio mais extenso do mundo, o Nilo nasce em Ruanda, na África, e deságua no mar Mediterrâneo. Atravessa as regiões desérticas de países como Etiópia, Sudão e Egito. Foi em suas margens que floresceu a civilização egípcia.

 

O Saara não é um deserto fixo. Ele tende a aumentar e diminuir ao longo dos séculos. O problema é que os cientistas verificaram um crescimento preocupante durante a década de 1 990. Durante aquele período, ele cresceu nada menos que 636 mil quilômetros quadrados (uma área superior ao estado de Minas Gerais).

 

O Saara tem como vizinho o deserto da Arábia. Considerado a segunda maior área de deserto do planeta, o deserto da Arábia possui 2,3 milhões de quilômetros quadrados. Ele ocupa a peninsula arábica e partes da Palestina, Síria e Iraque.

 

O deserto mais árido do mundo fica na América do Sul. Alguns estudiosos afirmam que uma area do deserto do Atacama, no Chile, passou incríveis 571 anos sem registrar uma gota d’água.

 

Fontes: Wikipédia, Brasil Escola, Mundo Estranho, Superinteressante.

 

 


Comentários!: