25 FATOS CURIOSOS SOBRE A CARREIRA DE TIM MAIA





O nome verdadeiro do compositor e cantor Tim Maia era Sebastião Rodrigues Maia.

 

Tim nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 28 de setembro de 1 942. Faleceu em 15 de março de 1 998 com apenas 55 anos.

 

Nem todos sabem, mas Tim Maia tinha nada menos que 18 irmãos. Quando jovem, chegou a vender marmita para ajudar a família.

 

O primeiro grupo musical de Tim foi Os Tijucanos do Ritmo que, curiosamente, surgiu numa igreja católica do Rio de Janeiro.

 

Poucas pessoas sabem, mas Tim tocou no mesmo grupo de rock do rei Roberto Carlos, o The Sputniks. Por sinal, Sputnik era o nome do primeiro satélite artificial enviado ao espaço.

 

Morou durante cinco anos nos Estados Unidos, onde participou de um grupo chamado The Ideals. Recebeu influência da soul music norte-americana, estilo que marcaria para sempre a sua carreira. Mas foi preso por porte de drogas e deportado.

 

Em 1 969, Roberto Carlos gravou Não Vou Ficar, de autoria de Tim, música incluída na trilha sonora do filme Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa. Essa gravação representou um salto para a carreira de Tim, que logo se tornaria mais conhecido dos brasileiros.

 

Sua primeira gravação foi um compacto simples, pelo antigo selo Fermata: These are the Songs. Mais tarde, These are the Songs – uma música cantada em inglês – seria regravada por ninguém menos que Elis Regina em parceria com Tim.

 

Seu primeiro álbum foi Tim Maia, lançado em 1 970. Por sinal, esse disco é considerado pela crítica especializada um dos melhores da MPB de todos os tempos, ao lado de Construção, de Chico Buarque, e Chega de Saudade, de João Gilberto.

 

Um dos primeiros sucessos foi Azul da Cor do Mar, canção incluída em seu álbum de estreia. Detalhe: o Lp vendeu como água, transformando Tim num dos grandes ídolos da música brasileira.

 

Ainda no início dos anos 1 970, Tim escreveu um jingle para a Associação Brasileira dos Produtores de Cacau com o nome Chocolate. Muitos, no entanto, entenderam ser a palavra “chocolate” um trocadilho para “cocaína” nessa música. Para essas pessoas, Tim estaria fazendo uma séria alusão ao consumo de cocaína.

 

A música Padre Cícero foi incluída na trilha sonora da novela Irmãos Coragem, um grande sucesso dos anos 70, mas com outro nome: João Coragem. Por sinal, João era o personagem de Tarcísio Meira nessa trama de Janete Clair.

 

Como uma Onda, uma música de Lulu Santos, fez grande sucesso na voz de Tim Maia. Ela chegou a ser usada como trilha de um comercial de TV.

 

Tim tornou-se conhecido como “síndico do Brasil” graças à música W/Brasil, de Jorge Ben Jor. Comandada por publicitários como Washington Olivetto, a W/Brasil é considerada uma das grandes agências de publicidade do país.

 

No início da década de 1 990, Tim gravou dois álbuns com canções da bossa nova: Tim Maia Interpreta Clássicos da Bossa Nova e Amigos do Rei – Tim Maia e Os Cariocas.

 

Tim ficou maravilhado com o livro Universo em Desencanto, da polêmica seita Cultura Racional. Além de frequentar seus cultos e usar com certa frequência roupas brancas, abandonou a vida boêmia que tinha até então. Nesse período, gravou dois discos sobre influência da seita: Tim Maia Racional 1 e Tim Maia Racional 2.

 

Desiludido com a Cultura Racional, Tim tirou os dois álbuns de circulação. Com isso, ambos viraram preciosidade nas mãos dos colecionadores. Graças à descoberta de novas faixas, um terceiro disco foi lançado durante os anos 2 000.

 

Sob influência da onda disco na segunda metade da década de 70, Tim lançou o Tim Maia Disco Club, de onde sobressaiu a música Sossego.

 

Durante os anos 90, Tim conquistou cinco vezes o prêmio Sharp de música brasileira, atualmente conhecido apenas como Prêmio da Música Brasileira.

 

Tim fundou um selo fonográfico batizado de Seroma, nome formado pelas iniciais de Sebastião Rodrigues Maia. Aliás, Seroma significa também “amores” ao contrário.

 

Tim Maia faleceu de infecção generalizada dias depois de passar mal durante um show no teatro Municipal de Niterói, de onde saiu numa ambulância.

 

Lançado em 2 007 pelo produtor musical e jornalista Nelson Motta, o livro Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia inspirou uma peça teatral e um filme sobre a vida do cantor.

 

O filme Tim Maia foi lançado em 2 014 com os atores Robson Nunes e Babu Santana no papel do cantor. No teatro, Tim inicialmente foi interpretado pelo ator e cantor Tiago Abravanel, neto do empresário Silvio Santos. O papel ajudou a impulsionar a carreira de Tiago.

 

O cantor Ed Motta, um dos mais conhecidos intérpretes da soul music brasileira atual, é sobrinho de Tim Maia.

 

Tim trabalhou em parceria com Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Elis Regina, Cassiano, Rita Lee, Mutantes, Hyldon, Pepeu Gomes, Jorge Ben Jor, Sandra de Sá, Gal Costa, Lulu Santos e outros grandes músicos da MPB.

 

Fontes: Wikipédia, Rolling Stone, Fatos Desconhecidos, timmaia.com.


Comentários!: