30 INCRÍVEIS CURIOSIDADES SOBRE ASTRONOMIA





A cada hora, o universo se expande 1,6 bilhões de quilômetros (um bilhão de quilômetros em cada direção).

Veja só que interessante: se dermos um sumiço nos átomos, seres vivos, planetas, constelações, galáxias, tudo, tudinho mesmo, o universo continuará pesando três quartos do que pesava antes – ou seja, restarão 73% da sua massa original.

Planetas, constelações e galáxias formam apenas 4% do universo. O resto é feito de matéria escura, um tipo estranho de matéria, da qual os cientistas não sabem absolutamente nada.

A nossa galáxia, chamada Via Láctea, possui cerca de 200 bilhões de estrelas. Alguns astrônomos acreditam que esse número seja bem maior.

A galáxia mais próxima da Via Láctea é Andrômeda, também chamada de M31, localizada a 2 milhões de ano-luz de distância.

A Via Láctea e a galáxia de Andrômeda fazem parte do mesmo aglomerado galáctico, o Grupo Local, com 30 membros. Segundo os astrônomos, Via Láctea e Andrômeda não só se chocarão formando uma só galáxia, como viajam pelo espaço na direção do aglomerado de Virgem, formado por centenas de outras galáxias.

Em uma noite de céu aberto podemos enxergar cerca de 2 500 estrelas.

As constelações mais conhecidas no Brasil são a Cruzeiro do Sul e Órion. A constelação de Órion é, em parte, formada por 3 estrelas alinhadas denominadas As Três Marias. Para os gregos antigos, elas representavam o Cinturão de Órion.

A luz que vem do Sol demora cerca de 8 minutos para chegar na Terra. Pode parecer estranho, mas a luz de muitas estrelas levam milhares anos para chegar até aqui. Se uma estrela que fica a 15 000 mil ano-luz explodir nesse momento, o evento só sera visto da Terra daqui a 15 000 mil anos.

A terra gira a 1 600 quilômetros por hora, mas viaja em sua órbita ao redor do sol a mais de 107 000 quilômetros por hora.

A Terra não é exatamente uma esfera.

Peso da Terra: 5 980 000 000 000 000 000 000 toneladas.

A Lua se afasta da Terra a uma velocidade 1 a 3 centímetros por ano e três metros por século.

O Sol é 330 000 vezes maior que a Terra. Aliás, você sabia que o Sol possui 99,9% de toda a matéria do Sistema Solar?

Júpiter é duas vezes maior do que todos os outros planetas, satélites, asteroides e cometas do Sistema Solar juntos.

O planeta do Sistema Solar com o maior número de luas é Júpiter, com 66. O segundo lugar fica com Saturno, com 34 luas.

Existem cinco planetas-anões no nosso Sistema Solar: Ceres, Plutão, Haumea, Makemake e Éris. Alguns cientistas, no entanto, suspeitam que esse número seja bem maior.

A temperatura da Lua pode chegar a 100º C durante o dia lunar e -175º C à noite.

A estrela mais luminosa da Via Láctea é Eta Carinae, que emite 5 milhões de vezes mais energia que o Sol.

Já a estrela mais brilhante descoberta pelo ser humano é a supernova SN1987A, da galáxia Grande Nuvem de Magalhães. Sua luminosidade é maior do que a da sua própria galáxia.

A constelação do Cruzeiro do Sul é formada por 54 estrelas; porém, somente cinco são visíveis a olho nu.

Os cientistas não sabem precisar quantas galáxias existem no Universo observável, mas calculam que seja algo em torno de 2 trilhões. O número de estrelas varia de galáxia para galáxia, ficando entre 100 bilhões e 3 trihões.

Existem vários sistemas de identificação de astros. Os mais usados são o sistema Messier (M) e o Novo Catálogo Geral de Nebulosas e Aglomerados de Estrelas (NGC). Muitas galáxias são identificadas pelo dois sistemas. Um exemplo é Andrômeda, que é identificada como M31 e NGC224.

Galáxias são sistemas formados por poeira, gases e estrelas, unidas por sua própria gravidade. Existem diversos tipos de galáxias: espirais, elípticas, barradas e irregulares.

Nebulosas são corpos celestes formados por gases e poeira, nas quais nascem as estrelas. Ganhou esse nome por serem parecidas com nuvens. As nebulosas mais conhecidas são a de Água, Órion, Bumerangue, Olho de Gato e Tarântula.

Estrelas de nêutrons são corpos supercompactos, ultra-massivos, que giram muito rápido e possuem gravidade extremamente alta. São formadas quando estrelas com massa de duas a três vezes a massa do Sol esgotam sua energia nuclear.

Anã branca é a fase final de uma estrela, depois que ela desprendeu suas camadas externas, restando apenas o núcleo. São corpos pequenos, com matéria densa e quente, além de brilho intenso.

Buracos negros são estrelas pesadas, que entraram em colapso. Sua gravidade é tão intensa que afeta o espaço em volta e atrai a própria luz.

Quasares (quasar é uma abreviação de “quase estelar”) são buracos negros gigantes no centro das galáxias. São fortes emissores de luz e ondas de rádio. Esse tipo de corpo celeste gira extremamente rápido. Os astrônomos acreditam que são alguns dos objetos mais antigos e distantes do Universo.


Comentários!: