BOB DYLAN: 18 FATOS CURIOSOS SOBRE A SUA TRAJETÓRIA





Bob Dylan é o nome artístico do cantor e compositor norte-americano Robert Allen Zimmerman.

 

Zimmerman/Dylan nasceu numa família de descendentes de judeus russos e lituanos em 24 de maio de 1 941 no estado norte-americano de Minnessota.

 

O nome artístico Bob Dylan foi inspirado no nome do poeta britânico Dylan Thomas. O curioso é que ele usou diversos nomes artísticos antes de optar pelo Dylan, um deles foi Elston Gunn.

 

Sabe-se que Dylan aprendeu a tocar piano e guitarra sozinho. Seus primeiros poemas foram escritos quando tinha 10 anos de idade.

 

De acordo com um biógrafo dos Beatles, foi Bob Dylan quem ofereceu maconha pela primeira vez ao quarteto de Liverpool, durante a primeira turnês do grupo nos Estados Unidos.

 

Embora tenha sido um dos mais populares ídolos da música dos anos 60, Dylan não tocou no lendário Festival de Woodstock. Ele só chegou a se apresentar em 1 994, quando uma nova versão de Woodstock foi realizado para celebrar os 25 anos do primeiro festival.

 

David Bowie fez uma canção para Bob Dylan. Chamada de Song for Dylan, ela fala da influência do cantor e compositor norte-americano sobre a sua geração.

 

Ele já se apresentou com os Rolling Stones no Brasil. A parceria ocorreu durante uma turnê do grupo em terras brasileiras nos anos 90, aberta por ninguém menos que o próprio Dylan. Foi uma apresentação um pouco tensa, uma vez que ambos não tiveram tempo de ensaiar. A música cantada foi (e não podia ser outra) Like a Rolling Stone.

 

Bob Dylan sempre fez questão de participar de concertos beneficentes e apresentações em eventos sobre grandes causas. Uma das suas mais famosas apresentações ocorreu em agosto de 1 963, quando cantou durante a Marcha Sobre Washington liderada por personalidades como Martin Luther King.

 

Em 1 997, Bob Dylan tocou para ninguém menos que o então papa João Paulo II. Teria sido uma ocasião belíssima se o papa não tivesse dormido durante a apresentação.

 

Da lista de 500 melhores canções de todos os tempos feita pela revista Rolling Stone, 13 são de Bob Dylan. A primeira colocada foi Like a Rolling Stone.

 

Entre as suas composições mais conhecidas destacam-se Blowin’in the Wind, The Time They Are a-Changin, Like a Rolling Stone, Knockin on Heaven’s Door e All Along the Watchtower.

 

A mais conhecida talvez seja Knockin on Heaven’s Door. O motivo: ela já foi interpretada por mais de 100 artistas. Knockin on Heaven’s Door foi composta para o filme Garrett & Billy The Kid, de Sam Peckinpah.

 

Blowin’in the Wind, outra grande composição, foi composta em apenas 10 minutos. Apesar de ser uma música simples, foi escolhida como hino do movimento dos direitos civis nos Estados Unidos.

 

Dylan já foi acusado de plágio por Blowin’in the Wind. Quem o acusou foi o músico Lorren Wyatt, autor de uma canção chamada Freedon is Blowin’in the Wind. Anos depois, Dylan revelou numa entrevista que tudo não passou de um grande mal-entendido.

 

Blowin’in the Wind levou um ano para ser gravada. Nesse meio tempo, Dylan aproveitou o surto criativo para compor outras 100 canções. Para não perder a inspiração, ele passava horas sem dormir. Detalhe: Dylan tinha apenas 21 anos nessa época.

 

Além de músico, Bob Dylan é escritor e pintor. Chegou a pintar uma série de quadros sobre o Brasil, em que retrata algumas favelas.

 

Bob Dylan tem nove netos e uma inscrição no carro que diz o seguinte: “o melhor avô do mundo”.

 

Fontes: Wikipédia, Último Segundo, O Globo, Saraiva.com, UOL.

 


Comentários!: