CONHEÇA AS 60 GÍRIAS MAIS COMUNS DO VASTO UNIVERSO GAY





O universo LGBT não é uniforme, é um universo de subculturas. São subculturas com a dos travestis, lésbicas, ursos etc. Além de usarem gírias comuns a toda a comunidade LGBT, elas possuem gírias próprias. “Colar Velcro”, por exemplo, é uma expressão comumente utilizada no meio lésbico. “Bearcontro” é uma junção de uma palavra em inglês (bear = urso) com outra em português (encontro) usada bastante pelos ursos. A lista de gírias do meio homossexual que você verá abaixo reúne boa parte dessas palavras e expressões tão pouco conhecidas dos héteros e mesmo dos homossexuais que não frequentam o meio.

 

Abalou – o mesmo que arrasou;

Amapô – mau hálito;

Aurora – mal cheiro;

Babado – discussão, conversa, fofoca;

Barbie – gay malhado e muitas vezes também afeminado;

Batizada – gíria usada para se referir a homossexual portador do vírus HIV;

Bearcontro – encontro de ursos, festas para ursos;

Biba – gay, veado;

Bicha-bofe – homossexual não afeminado e ativo;

Bifar – gíria muito usada no meio homossexual feminino que significa ficar.

Bofe – heterossexual, homossexual não afeminado;

Bolacha – homossexual feminino;

Caminhão com caminhão – quando duas caminhoneiras ficam ou moram juntas;

Caminhoneira – homossexual feminina com aparência masculinizada;

Carão – debochar, fazer pose;

Carimbar – transmitir doença;

Carimbo – doença sexualmente transmissível;

Chaser – gíria em inglês usada para se referir a caçador; caçador de urso;

Chubby – gíria de origem americana para designar gay obeso;

Chuchu – barba;

Colar modão – colar em alguém, é uma gíria lésbica;

Colar velcro – ato homossexual entre duas mulheres;

Cub – gíria em inglês para designar urso jovem;

Crossdresser – aquele que veste roupas do sexo oposto, muitas vezes para se divertir;

Dar a Elza – se apropriar de algo indevidamente, roubar;

Demônio – pessoa extremamente feia;

Dendaca – sexo anal;

Drag – gíria inglesa para se referir a drag queen, homem que se fantasia de mulher;

Dumdum – pessoa negra;

Entendido – homossexual, pessoa que frequenta o meio LGBT;

É tudo – algo perfeito ou muito bonito;

Ferver – animar;

Filhote – gíria usada entre ursos para designar urso jovem, o mesmo que cub;

Fomfom – gazes;

Gravação – sexo oral;

Lady – lésbica com visual feminino;

Mina bife – gíria usada entre lésbica para designar “mina gostosa”;

Mona – gay, o mesmo que biba;

Naja – pessoa falsa, fofoqueira;

Lontra – gay magro e peludo, que não é parrudo como o urso;

Odara – algo grande, gíria comumente usada para se referir ao pênis grande;

Oxó – preservativo;

Panqueca – lésbica passiva;

Parrudo – gíria para designar homem forte e/ou com grande peitoral;

Pencas – em grande quantidade;

Picumã – peruca, cabelo;

Pirulita – gíria lésbica para designar bissexual;

Predadora – lésbica “xavequeira”;

Queijinho – sujeira encontrada no pênis, normalmente de cor esbranquiçada;

Racha – órgão genital feminino;

Sandália – mulher da lésbica masculinizada;

Sapata – homossexual feminino;

Sequilo – palavra usada pelas lésbicas para bicha amiga;

Tô loka – expressão para designar raiva;

Tô passada – o mesmo que estar assustado, atônito;

Uó – a coisa está bastante ruim, coisa muito ruim;

Teta com teta – sexo lésbico;

Tchola manca – expressão usada entre lésbicas para vagina que não agradou muito;

Urso – homossexual parrudo e/ou peludo;

Xoxar – debochar.

 

Fontes: Wikipédia, Mega Curioso, T!BG, Portal das Gírias.

 

 


Comentários!: