VAI UMA LIMONADA? VEJA 12 CURIOSIDADES SOBRE O LIMÃO





Frutas cítricas como os limões, as limas e as laranjas são originais da Ásia. Sabe-se que as laranjas, por exemplo, são naturais da região entre a Índia e o Himalaia.

 

No total, existem cerca de 100 tipos de limões. Curiosamente, os mais consumidos no Brasil – o Tahiti e o galego – não são limões, mas limas ácidas.

 

Existem pouquíssimas espécies de limas, cujas diferenças em relações aos limões estão no tamanho e na acidez. Os limões verdadeiros possuem sabor mais suave.

 

Os limões propriamente ditos são parecidos com o tipo siciliano. Aliás, essa é a variedade mais consumida na Europa, Estados Unidos e outras partes do mundo. A casca é amarelada e o sumo mais suave.

 

A lima possui casca esverdeada e sumo mais ácido. Ela domina quase 100% das plantações no Brasil, maior produtor mundial desse tipo de fruta.

 

Os limões chegaram ao continente americano já na segunda viagem de Cristóvão Colombo. Já as limas aportaram no Brasil com os portugueses no século XVI.

 

O melhor limão – quer dizer, a melhor lima – para fazer caipirinha é do tipo galego. Apesar da popularidade, ele é cada vez menos encontrado em virtude de uma virose que infesta as plantações desde os anos 1 970.

 

Por serem mais ácidas, as frutas cítricas são contra-indicadas para pessoas com úlceras e gastrite. Devido à elevada concentração de vitamina C, costumam ser recomendadas na prevenção e tratamento dos sintomas das gripes e resfriados.

 

Utilizado no gargarejo, as limas são eficientes no tratamento de gengivite, dor de garganta e afta.

 

Limas e limões são com frequência utilizados no tratamento de pele – sobretudo da acne. O problema é a exposição ao sol após o contato com as frutas ácidas. A pessoa pode adquirir manchas com tonalidades marrons na pele.

 

As limas são bastante usadas na higiene doméstica. Dizem, por exemplo, que são eficientes na remoção de manchas no mármore, box do banheiro e vidros. Algumas pessoas esfregam limas para higienizar a tábua de cortar carnes.

 

Elas são também bastante usadas na neutralização de ambientes. Cozidas com cravos, ajudam a eliminar o mau cheiro de peixe no microondas. Um recipiente com a casca misturada a bicarbonato de sódio é muito útil para tirar o odor incômodo da geladeira.

 

Fonte: Wikipédia, Mundo Estranho, M de Mulher.


Comentários!: