SAIBA QUAIS FORAM OS 10 MAIORES ACIDENTES AÉREOS DA HISTÓRIA





O desastre aéreo com maior número de vítimas no Brasil aconteceu em junho de 2 007 e matou 199 pessoas. O voo da empresa TAM, que seguia de Porto Alegre para São Paulo, derrapou na pista do aeroporto de Congonhas e colidiu contra um edifício matando também pessoas que estavam em terra. Ele, no entanto, passa longe do maior desastre aéreo de que se tem notícia, ocorrido em Tenerife nos anos 1 970.

Veja a seguir uma lista com os maiores acidentes da história da aviação em todo o mundo.

 

10º LUGAR

Onde: Oceano Pacífico

Quando: 1 983

Mortos: 269

Um modelo Boeing 747 explodiu ao ser atingido por um míssil disparado por um caça soviético. O avião seguia de Anchorage, no estado norte-americano do Alasca, para Seul, na Coréia do Sul.

 

9º LUGAR

Onde: Chicago, Estados Unidos

Quando: 1 979

Mortos: 271

Um avião DC-10-10 da empresa American Airlines caiu enquanto tentava levantar voo no aeroporto de Chicago, estado de Illinois.

 

8º LUGAR

Onde: Ucrânia

Quando: 2 014

Mortos: 283

O voo da Malaysia Airlines que fazia a rota entre Amsterdã, na Holanda, e Kuala Lumpur, na Malásia, foi derrubado por um míssil quando sobrevoava o espaço aéreo de uma região disputado por militantes pró-Rússia e forças ucranianas.

 

7º LUGAR

Onde: Golfo Pérsico, entre Irã e Emirados Árabes Unidos

Quando: 1 988

Mortos: 290

O modelo A300 da Airbus foi atingido no ar por um míssil disparado pelos Estados Unidos, matando 290 pessoas. Ele seguia de Teerã, no Irã, para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

 

6º LUGAR

Onde: Riad, Arábia Saudita

Quando: 1 980

Mortos: 301

O que houve foi que um avião Lockheed L1011-100 da Saudi Arabian Airlines explodiu quando tentava fazer um pouso de emergência.

 

5º LUGAR

Onde: Oceano Atlântico

Quando: 1 985

Mortos: 329

Pertencente à Air India, o Boeing 747D sofreu uma descompressão e caiu no oceano após uma explosão no compartimento de carga.

 

4º LUGAR

Onde: França

Quando: 1 974

Mortos: 345

O voo que seguia de Istambul, na Turquia, e seguia para Londres, com escala em Paris sofreu uma despressurização e caiu. Era para ter morrido apenas 167 pessoas, mas esse número aumentou porque devido a uma greve da British Airways, muitas embarcaram em Paris para chegar logo na capital britânica.

 

3º LUGAR

Onde: Índia

Quando: 1 996

Mortos: 349

Um voo da empresa Saudi Airlines Fligt 163 colidiu em pleno ar com um da Kazakhstan Airlines Flight 1 907 enquanto sobrevoava o espaço aéreo indiano. Detalhe:  acidente ocorreu por um erro de compreensão do inglês pelo piloto da empresa cazaque.

 

2º LUGAR

Onde: Japão

Quando: 1 985

Mortos: 520

Uma aeronave da Japan Airlines 123 colidiu com o monte Takamagahara, a 100 quilômetros de Tóquio, matando todas os tripulantes e passageiros. O acidente ocorreu devido a uma falha mecânica.

 

1º LUGAR

Onde: Tenerife, Espanha

Quando: 1 977

Mortos: 583

Considerado o acidente mais mortal da história, ocorreu no território espanhol de Tenerife, no oceano Atlântico. Dois Boeing 747, um da empresa norte-americana Pan Am, e outro da holandesa KLM, se chocaram na pista do aeroporto de Los Rodeos, matando quase todos os passageiros e tripulantes de ambas. O desastre foi provocado por uma série de fatores, como erros de um dos pilotos, falha de comunicação e nevoeiro na pista.

 

Uma observação: o maior número de mortes em acidentes aéreos num único dia ocorreu em 11 de setembro de 2 001, nos Estados Unidos. Quatro aeronaves pertencentes à empresas norte-americanas American Airlines e United Airlines foram sequestradas por fundamentalistas religiosos, que pretendiam jogá-las contra alvos específicos, como o Pentágono e as torres gêmeas do World Trade Center. Uma das aeronaves caiu numa área desabitada do estado da Pensilvânia, as outras três atingiram os alvos. Só no ataque às torres gêmeas morreram em torno de 2 753 pessoas. Apenas 289 corpos foram encontrados inteiros.

 

Imagem acima: representação do acidente na ilha de Tenerife, Espanha.

 

Fontes: Wikipédia, Exame, Folha de S. Paulo.

 


Comentários!: